Dizimo

Dizimo

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Jovens de Serrinha partem para a JMJ na Polônia

índice2O grupo formado por dez pessoas, três de Biritinga, uma de Teofilândia e seis de Serrinha, saíram ao meio dia da ultima terça-feira (19), da frente da Catedral, para o aeroporto Luiz Eduarda Magalhães, em Salvador, onde embarcarão no fim da tarde, por volta das 17h, para Cracóvia, na Polônia, onde ocorrerá a Jornada Mundial da Juventude, de 26 a 31 de Julho.
De Serrinha embarcou: Patricia Alves Boaventura, Lucas Maciel, Rayanne de Lima Capistrano, Rodrigo Capistrano, Larry Freitas e Marcos Vinicius Lima Silva; de Teofilândia, Luzia Fernanda Borges Miranda; de Biritinga, Beatriz Santos Costa, Alexiane Carvalho Silva e o Pe. Luiz Ademir Ferreira, pároco e diretor espiritual do grupo. Destas, cinco já tem experiências em JMJ: Rodrigo, Fernanda, Lucas, Alexiane e Larry. O destaque neste quesito vai para Rodrigo Capistrano, é a terceira Jornada que participa, sendo o único com participação no exterior, ele foi para a de Madri, em 2011, juntamente com Deyse de Jesus e o Pe. George Roberto.
Recebendo a benção de envio.
Na noite de segunda-feira, segundo dia da novena de Sant’Ana, na Catedral de Serrinha, o grupo recebeu a benção de envio. Com certeza, eles carregam os anseios e a fé de toda a juventude serrinhense. Ao serem perguntadas sobre o sentimento de estarem representando a Diocese na JMJ de Cracóvia, a ansiedade e a alegria misturou-se à responsabilidade de transmitir o testemunho para os jovens de toda a Diocese de Serrinha:
“A sensação está sendo maravilhosa,  ansiosa para conhecer a cultura dos locais,  a visita às igrejas e pontos turísticos e por estar tendo contato com vários grupos de jovens de diversos locais do mundo”. (Patricia Alves Boaventura – Serrinha)
“A sensação é a de escutar a mensagem do Papa Francisco, a expectativa para o encontro com os jovens de todo mundo, reunidos para fortalecer a fé. Pela experiência da JMJ do Rio, são momentos que nos deixam marcas positivas para a caminhada, seguindo o ressuscitado”. (Lucas Maciel – Serrinha)
“A sensação é quase inexplicável! Ir à JMJ é ter a certeza que os jovens tem a sua vez na Igreja, que é uma das pedras importantes da mesma”. (Rayanne de Lima Capistrano – Serrinha)
“Essa é a minha terceira jornada. A sensação é a mesma desde a primeira, um desejo de estar em comunhão com os cristãos de todo mundo. Um privilégio, a realização de um sonho”. (Rodrigo Capistrano – Serrinha)
“Uma oportunidade de render graças ao Senhor e experimentar do Cristo que está presente em nossas vidas, através de gestos e atitudes de amor ao próximo através da Misericórdia Divina”. (Larry Freitas – Serrinha)
“É uma felicidade que não cabe em mim, pois não esperava poder ir, mas graças ao meu bom Deus, esse sonho se realizou. Há três anos na JMJ do Rio, assim que anunciou que em 2016 seria na Cracóvia, eu disse, aí meu Deus como eu queria ir, e ele me ouviu. Tenho certeza que será uma experiência maravilhosa, única na minha vida e que manterá a minha fé ainda mais viva. Quero voltar renovada e cheia do Espírito Santo para partilhar com a minha comunidade!”. (Luzia Fernanda Borges Miranda – Teofilândia)
“Para mim, não estou indo apenas como turista, mas sim para viver a experiência única da fé com várias pessoas. O sentido é magnífico!” (Marcos Vinicius Lima Silva – Serrinha)
“É indescritível a sensação, o privilégio de estar indo ver o Papa Francisco”. (Beatriz Santos Costa – Biritinga)
“Há um sentimento de gratidão. A JMJ é um momento único que nos faz experimentar a graça de Deus que se manifesta na vida dos jovens e essa, em especial, que nos convida a mergulharmos na Misericórdia Divina”. (Alexiane Carvalho Silva)
A Pascom estará acompanhando os passos do grupo e relatando nos meios de comunicação da Diocese as experiências vividas por eles. Com certeza, todos os fieis diocesanos estarão acompanhando pela TV e rezando pelo êxito desta peregrinação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário