Dizimo

Dizimo

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Algo especial aconteceu na 1ª Formação dos jovens missionários do DNJ


O olhar concentrado de praticamente quase todos os jovens que participaram da 1ª Formação dos Jovens Missionários do DNJ no sábado (28), no Centro Juvenil Santo Alessandro, em Serrinha, expressava um mistério.
 É possível apenas arriscar o palpite de que foi algo diferente. Na tentativa de tentar descrever o que ocorreu pistas podem ser encontradas no objetivo do evento – Formar jovens missionários que tenham uma experiência profunda com o amor de Deus e que levem este amo à outros jovens a partir de um Projeto Pessoal de Vida; e no tema da formação – A misericórdia como base para o Projeto de Vida.
A concentração dos jovens foi marcante durante todo o encontro.
A concentração dos jovens foi marcante durante todo o encontro.
Existiram outras fontes de pistas? Sim. A qualidade do facilitador da formação, elogiado por todos os participantes, o padre capuchinho, Frei Mário Sérgio. O pároco da paróquia dos Capuchinhos em Feira de Santana através do humor, conhecimento sólido, experiência de vida e profunda espiritualidade manteve a atenção das dezenas de jovens provenientes de todas as paróquias da Diocese e que caminham nas diversas pastorais e movimentos: Pastoral da Juventude, RCC, Shalom, Rede, entre outros.


A oração também foi uma dimensão marcante no encontro.
A oração também foi uma dimensão marcante no encontro.
UNIDOS POR UMA NOVA EVANGELIZAÇÃO
A formação faz parte do projeto do Setor Diocesano da Juventude de unir as diversas espiritualidades. Jovens entrevistados relataram terem sentido essa necessidade durante as falas do Frei Mário Sérgio. O conteúdo buscou levar os jovens a refletirem sobre a busca da felicidade fundamentada no amor e nos planos de Deus para cada um. Após provocar reflexões na dimensão humanas-afetiva e espiritual, foi apresentado um modelo de planejamento de vida, um caminho de amadurecimento e crescimento:
“O seu projeto de vida tem que ser menor que o projeto de Deus. Não é Deus que tem que se enquadrar no seu projeto. Muitas vezes nós agimos deste jeito. Sem um devido caminho, as escolhas são desastrosas.”
Tocando a dimensão da misericórdia, o Frade Capuchinho, que também é professor na Faculdade Católica de Feira de Santana, disse:
“Deus não olha os nossos pecados, mas a nossa capacidade de acertar. Mas nós pensamos o contrário”. 
Sobre relações e amizades maduras:
“Nós amadurecemos nas relações. Quando estamos decepcionados com as nossas amizades, estamos decepcionados conosco mesmo. Para amadurecerem, cuidem das vossas relações, cuidem dos vossos corações. Meu melhor amigo é aquele que me leva para Deus. E você só será amigo realmente quando levar seus amigos à Deus.”
“Quem não sonha, enlouquece. É imprescindível um honesto encontro consigo mesmo, com a própria verdade e com a realidade circundante.”

Os jovens acolheram Dom Ottorino que estava muito alegre.
Os jovens acolheram Dom Ottorino que estava muito alegre.
Dom Ottorino também esteve presente no evento pela parte da manhã e falou para os jovens sobre a experiência misericordiosa do amor de Deus e dos frutos que surgem deste encontro que transforma a vida e dá uma nova direção. Incentivou os jovens a serem missionários da misericórdia e irem ao encontro daqueles que ainda não encontraram Jesus. Que os jovens encontrem-se com a sua missão de vida e produza frutos para o reino.



DNJ 2016
O Pe. Rodrigo, assessor do Setor Juventude, disse que em setembro, provavelmente no dia 24 ou 25, ocorrerá a segunda etapa da formação, preparando os jovens para a missão que ocorrerá no DNJ em outubro a ser realizado no Centro Juvenil Santo Alessandro, em Serrinha. Disse que Dom Ottorino já está tomando as medidas para construir a cobertura do Ginásio ao lado do centro. 
O DNJ de 2016 tem um elemento especial que será a peregrinação juvenil até a porta santa, na Catedral de Serrinha dentro das comemorações do Ano da Misericórdia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário